Publicado em Deixe um comentário

Tudo sobre Marketing Digital: O que é, Como funciona [Guia]

Marketing Digital como funciona

O Marketing Digital está em alta e não para de crescer. Assim, está modificando muito a relação entre marcas e pessoas. Quer aprender mais sobre marketing digital? Então, continue a leitura, nós preparamos um material completo para você.

 O que é Marketing Digital

O Marketing Digital é toda prática que utiliza a internet para divulgar produtos ou marcas. Hoje em dia, é a técnica mais usada para conseguir clientes e cativá-los. Desse modo, ele tem o intuito de levar o cliente até a finalização da compra.

Com o passar do tempo, a tecnologia se desenvolveu cada vez mais. Dessa maneira, mudou o hábito das pessoas na hora de fazer compras. Nesse sentido, a população tem optado em comprar pela internet.

Dessa forma, esses avanços disponibilizaram várias opções de compra para os consumidores. Por isso, é essencial que as empresas repensem a forma de cativar seus clientes, já que a concorrência está em alta.

Então, é por conta dessa questão que o marketing digital se transformou na principal maneira de fazer publicidade e, ainda, alcançar o público hoje em dia. Desse modo, ele é a técnica mais eficaz, pois está presente nos canais em que as pessoas mais usam.

Marketing Digital: como funciona

Para todas as empresas, o Marketing Digital funciona com duas questões: a estratégia e os canais em que a marca atuará.

Sendo assim, a estratégia de Marketing Digital é a forma que a empresa atuará e como ela atingirá seus objetivos. Por exemplo, vender mais, ter uma ótima comunicação, melhorar seu discernimento e outros. Além disso, os canais são os locais em que a empresa atuará. Sendo assim, a estratégia desenvolverá um plano técnico de marketing.

Pois bem, listamos os três canais mais utilizados pelas empresas para obter excelentes resultados:

SEO

A sigla SEO vem do inglês “Search Engine Optmization”. Sendo assim, significa a arte de posicionar sites nos mecanismos de busca. Dessa forma, uma das principais vantagens é gerar reputação para a marca e visitas não pagas para sites.

Links Patrocinados

Os links patrocinados são os mais populares de todos. Dessa forma, são anúncios que aparecem nos resultados de busca do Google. Nesse sentido, sua vantagem é que eles aparecem para as pessoas que querem contratar um serviço, além de gerar resultados com custos mensuráveis.

Facebook

Hoje em dia, o Facebook conta com mais de 2 bilhões de usuários ativos. Por isso, é importante que as empresas estejam presentes nessa rede social. Então, o primeiro passo a ser feito, é desenvolver uma fanpage e criar conteúdos relevantes, para obter engajamento na plataforma.

Vale lembrar também que, essa rede social aceita anúncios através do programa Facebook Ads. Bacana, não é?

Marketing Digital x Marketing Offline

Agora que você já sabe o que é marketing digital, veja a diferença entre ele e o offline.

Marketing Digital

Pois então, o Marketing Digital são as estratégias realizadas no universo online. Desse modo, incluem o Marketing de Conteúdo, de Redes Sociais e de Busca. Assim, com os avanços do mundo digital, as pessoas estão consumindo mais conteúdos na internet do que nos veículos tradicionais, como TV e rádio.

Marketing Offline

O Marketing Offline, por sua vez, são todas as ações fora da internet. Por exemplo: anúncio em jornal, distribuição de brindes e telemarketing. Porém, com todos esses avanços, as verbas do marketing podem estar migrando para o digital, e a tendência é que as ações se tornem cada vez mais integradas.

Tipos de Marketing Digital

Pois bem, o Marketing Digital acompanha as mudanças de comportamento da sociedade. Por esse motivo, precisa estar sempre se adaptando. Atualmente, existem vários tipos de marketing, que auxilia em várias situações, necessidades, canais e empresas.

Agora, separamos 3 tipos de marketing digital para você conhecer e escolher qual usar, veja:

Outbound Marketing

O Outbound Marketing é uma abordagem ativa das empresas para conquistar novos clientes. Ou seja, essa ação vai atrás do consumidor com um anúncio, por meio de uma ligação ou, até mesmo, e-mail.

Inbound Marketing

O Inbound Marketing, ao contrário do Outbound, usa estratégias para atrair o consumidor. Assim, com temas relevantes, atrai e converte clientes. Portanto, segue os passos de atrair, converter, vender e fidelizar.

Marketing de Conteúdo

Por fim, o Marketing de Conteúdo consiste em oferecer conteúdos relevantes e valiosos para as pessoas. Dessa maneira, o intuito é engajá-las ao longo da escolha de serviços e fazê-las desenvolver uma percepção positiva da marca.

Dessa forma, esses conteúdos são ofertados em vários formatos, como blogs, redes sociais, e-mails, e-books, webinars etc.

Exemplos de Marketing Digital

Um dos pontos mais importantes no desenvolvimento de um planejamento de marketing digital é a busca por exemplos. Por isso, listamos alguns modelos de marketing de grandes empresas que obtiveram sucesso, veja:

Airbnb

A empresa Airbnb criou uma campanha logo após a proibição do presidente americano Trump em relação à entrada de refugiados e imigrantes de países muçulmanos nos Estados Unidos. Com isso, no começo de 2017, foram feitas muitas discussões devido a esse impasse.

Por isso, a empresa tomou uma posição contra o presidente, com uma megapropaganda que foi veiculada em vídeo durante a Super Bowl, a final do futebol americano. Dessa maneira, a empresa Airbnb reforçou seu posicionamento contra barreiras e obteve grande sucesso.

Heineken

A Heineken se tornou famosa devido as suas campanhas que se tornaram virais. Em 2018, ela disponibilizou um curta no Facebook, que, com pouco tempo, somou mais de 130 mil compartilhamentos e mais de 325 mil interações.

A campanha foi desenvolvida da seguinte maneira: as pessoas realizavam uma tarefa juntos, respondiam algumas perguntas e respostas, realizavam mais uma tarefa e, aí, eram confrontados com suas próprias ideias. Então, com suas ideias individuais expostas, eram convidados a tomar uma cerveja um com o outro para discutir suas diferenças, ou então sair.

Portanto, esse exemplo de conteúdo faz as pessoas refletirem um pouco e perguntarem para as outras se viram a propaganda da marca.

Domino’s

A pizzaria americana Domino’s, fez uma campanha que foi manchete em grandes portais norte-americanos. Desse modo, a publicidade “Domino’s Anyware” tinha o intuito de fazer com que os pedidos de pizza fossem feitos da maneira mais simples possível. Para realizar a ação, a pessoa tinha que ter qualquer aparelho de tecnologia.

Assim, a pizzaria permitiu pedidos pelas redes sociais, como Twitter, Facebook, Slack etc. Facilitando, assim, as vendas e ganhando mais popularidade.

Inspirado agora?

Vantagens

Hoje em dia, fazer marketing na internet deve ser uma prioridade para as empresas, pois surgem muitas vantagens com estratégias online. Pensando nisso, listamos os 4 principais benefícios, acompanhe:

Interatividade

Uma dos principais motivos que faz com que as empresas utilizem o marketing digital, é que ele tem mais interatividade com o público do que com os canais tradicionais. Desse modo, as empresas fazem campanha, publicações e ações e, assim, o público pode interagir, o que aumenta o engajamento.

Análise e mensuração

A obtenção e análise de dados é uma etapa fundamental para a melhoria contínua da sua estratégia de marketing. Dessa maneira, tudo deve ter o seu retorno comprovado, por isso, existem as métricas, como Retorno Sobre Investimento (ROI) e Custo de Aquisição de Clientes (CAC), que podem ser analisadas a qualquer momento.

Então, as empresas podem saber quais são as falhas para, rapidamente, ajustá-las.

Mais oportunidades para as empresas

Hoje em dia, as grandes e pequenas marcas podem fazer boas campanhas e atrair novos clientes em outras cidades e, até mesmo, em outros países. Isso porque a diminuição das distâncias entre empresas e clientes ajudou muito, por meio da internet.

Direcionamento

Um dos diferenciais do Marketing Online é que as empresas conseguem fazer atividades para atrair a clientela certa, ou seja, aquelas que realmente têm o perfil que se adequa para sua empresa.

Desse modo, sua empresa economizará dinheiro, pois vai deixar de gastar com pessoas que não têm interesse em seus serviços e, assim, você passa a conhecer mais seu público-alvo, sabendo o que os agrada.

Útil, não é?

Como trabalhar com Marketing Digital

Em primeiro lugar, para trabalhar com Marketing Digital, é essencial saber que essa área  está em constante transformação, pois a ferramenta utilizada nesse processo é a tecnologia e tudo que envolve ela.

Por isso, é muito importante estar sempre atualizado e buscando novos conhecimentos. Tendo isso em mente, é hora de conhecer as oportunidades que essa área oferece.

Agora, veja as principais oportunidades para trabalhar com Marketing Digital:

Mídias Sociais

Se você aí, curte as mídias sociais, poderá fazer o gerenciamento das redes sociais de empresas para desenvolver o posicionamento digital dela. Desse modo, o profissional de mídias sociais faz um planejamento, criando estratégias de conteúdo e engajamento dos seguidores. Sendo assim, é conhecido como Social Media.

Produção de Conteúdo

Como o próprio nome diz, é o profissional que desenvolve conteúdos variados para a marca. Então, é necessário trabalhar com qualidade e relevância das informações oferecidas, como um artigo no blog ou na legenda de uma foto na rede social.

Vale lembrar que, quanto mais o profissional souber manusear os itens de comunicação, por exemplo, texto, áudio, vídeo, infográfico, e-mail marketing, ele saberá qual será o mais relevante para cada veículo.

E-commerce

Mais uma opção é trabalhar com e-commerce, e se especializar em planejamento de estratégias de vendas em lojas virtuais. Dessa maneira, você precisará saber sobre métricas, precificação e logística para saber acertar nas decisões.

Agência de Marketing

Se você é uma pessoa criativa, uma ótima opção é abrir uma agência de marketing para atender outras pessoas. Assim, você será responsável pelo marketing delas, se preferir, também poderá construir um time para te auxiliar com as atividades cotidianas.

 Viu? Existe muitas possibilidades de trabalhar com Marketing Digital.

Ferramentas

Se você realmente quer trabalhar com Marketing Digital, terá que conhecer algumas ferramentas para te auxiliar nesse trabalho. Por isso, listamos as 3 mais usadas para você aderir, veja:

Google Analytics

O Google Analytics é uma ferramenta muito utilizada pelos pressionais do marketing. Desse modo, ele tem o intuito de monitorar o tráfego de um site, e-commerce ou aplicativo.

Assim, com a plataforma, é possível analisar relatórios-padrão e dados referentes à experiência do usuário. Além de oferecer informações proprietárias do Google sobre a audiência, por exemplo, idade, gênero, interesses, afinidades e segmento de mercado.

Bacana, não é?

SimilarWeb

Pois bem, o SimilarWeb analisa o tráfego de qualquer site ou app. Dessa maneira, é possível realizar uma análise da concorrência, identificar novos competidores, descobrir novos mercados e mapear novas tendências.

Google Search Console

O Google Search Console é uma plataforma gratuita que monitora a presença de um site nos resultados de busca do Google. O aplicativo oferece uma análise completa com várias informações úteis, que geram impacto no desempenho da página quando o intuito é ranqueamento no mecanismo de busca do Google.

Métricas

Um dos maiores benefícios do marketing digital é que ele permite registrar, acompanhar e avaliar de perto todos os resultados das ações, tanto positivas quanto negativas, algo que o marketing tradicional não permite.

Desse modo, sua empresa consegue tomar decisões corretas, baseadas em dados reais. Quando for avaliar o desempenho de sua plataforma, você poderá avaliar uma das seguintes métricas:

Visitantes únicos

Visitantes únicos é uma métrica que contabiliza quantas pessoas visitaram o site, independente da quantidade de vezes. Por exemplo, se um usuário visitar o site 5 vezes, será contabilizado apenas uma visita.

Dessa forma, está relacionada à audiência do site. Ou seja, se o número de visitantes permanecer constante, significa que que o website não está atraindo novos usuários.

Sessões

Sessões são todas as ações que os usuários realizam no seu website ou blog, como visualizações e cliques na página. Sendo assim, são necessárias para medir o nível de interação dos seus visitantes.

Tráfego orgânico e pago

Vale lembrar que o tráfego orgânico é gratuito, sendo que o pago é através de impulsionamentos. Assim, essa métrica representa a quantidade de visitas e interações que esses dois tráfegos levam até à página. Nesse sentido, baseia-se em mecanismos de busca e as campanhas pagas na web.

Taxa de rejeição

A taxa de rejeição, por sua vez, serve para medir a porcentagem de usuários que apenas visitam o site. Ou seja, não interagem com a página.

Taxa de conversão

A taxa de conversão é a métrica que calcula quanto do seu público gera resultados para a empresa. Isto é, o objetivo do Marketing Digital é transformar o usuário em leads, sendo que a taxa de conversão mostra o quanto isso acontece no website da sua marca. Portanto, é a relação entre o número de visitas e a quantidade de conversões realizadas.

Links externos

Além disso, os links externos servem para apontar endereços diferentes. Dessa maneira, há os links de saída e os links de entrada. Então, são muito usados para direcionar o usuário a outro lugar.

Útil, não é?

Porém, essas não são as únicas do marketing digital, existem várias. Por isso, é importante escolher a que mais se adequa ao seu negócio.

Confira mais 2 dados que também podem te auxiliar:

 ROI

ROI  é o retorno sobre investimento e uma das métricas mais essenciais no mundo digital, uma vez que indica a lucratividade das ações que o negócio coloca em prática. Desse modo, o ROI calcula o retorno conquistado com base no investimento.

Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

Por fim, o CAC é uma métrica que diz qual é o investimento médio feito pelo negócio para conquistar clientes. Por exemplo, se uma empresa investiu R$ 10 mil para prospectar clientes e conseguir apenas 10, terá um CAC de R$ 1 mil.

Legal, não é?

Gostou do conteúdo? Compartilhe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *