Sozzeal

Algoritmo: O que é Algoritmo, O que Significa e Exemplos

A princípio, os algoritmos auxiliaram a evolução da tecnologia nos últimos tempos. Dessa forma, hoje eles estão bem mais complexos e conseguem entender o comportamento humano no mundo virtual. Assim, para as pessoas que trabalham com internet, é essencial dominar esse método para melhorar a estratégia de marketing de sua empresa. 

Quer conhecer um pouco mais sobre esse assunto? Então, continue a leitura.

O que é Algoritmo

Pois bem, algoritmos são elementos essenciais no processo de desenvolvimento de software e, também, fazem parte das ferramentas dos programadores, já que são usados para diminuir problemas tecnológicos. 

Você sabia que, quando você liga o seu computador, existe um software designados para fazer testes em todas as peças?

Dessa forma, o algoritmo tem o intuito de solucionar problemas e desenvolver estratégias.

Assim, programadores precisam prever situações que fogem do normal, por exemplo, quando o algoritmo de iniciação não encontra um sistema operacional para carregar. Caso o sistema não consiga visualizar essa possibilidade, o seu computador não conseguirá carregar o sistema operacional e não te avisará sobre o que aconteceu de errado. 

Algoritmo significado

Algoritmo é uma ordem de comandos feitos de uma forma sistemática com o intuito de resolver um problema ou realizar uma ação. 

O termo “algoritmo” possui referência ao matemático árabe Al Khowarizmi, que viveu no século IX e desenvolveu algumas regras para equações matemáticas. 

Interessante, não é?

Como Algoritmos funcionam

O algoritmo funciona de uma maneira bem simples. No entanto, muitas pessoas pensam que é complexo. Porém, vamos te mostrar agora mesmo que é facinho. 

Suponhamos que você trabalhe com pintura de ambientes, você precisará de materiais necessários (dados de entrada) e passo a passo para realizar a pintura (processamento ou instruções lógicas). Logo, atinge o objetivo (ambiente finalizado com sucesso). 

Dessa forma, um algoritmo possui uma entrada (input) e saída (output) de informações guiadas pelas instruções.  Por esse motivo, deve sempre ter um objetivo estabelecido.  

Além disso, a estrutura segue uma lógica sistemática. Assim, as estruturas de um algoritmo são: 

  1. Variáveis: são as informações de entrada inseridas que determinam o local onde poderá ir; 
  2. Comandos de repetição: é o uso de “se” e “enquanto”, para que o algoritmo saiba qual ação fazer quando alguns processos ocorrerem e o que fazer se eles mudarem.   

Simples, não é?

Benefícios do Algoritmo

Agora que você sabe muito sobre o assunto, vamos te apresentar alguns benefícios do algoritmo. Acompanhe:

Mediação

O algoritmo pode ser modificado para algumas ações diferentes. Dessa forma, o recurso desenvolve uma mediação mais simples sobre o que será exposto para cada usuário. 

Assim, os assuntos mais populares têm mais chances de aparecer para mais pessoas e, também, estão ligados às preferências, histórico, comportamento e muito mais. 

Automação 

Os programas são constituídos por sequências de algoritmos. Portanto, é essa atividade que viabiliza os tipos de software que facilitam a vida e, também, fazem a automação dos processos. 

Evolução

Podemos perceber que o desenvolvimento humano nos últimos tempos está ligado à ideia de algoritmos. Desse modo, aparelhos como celulares, computadores, smart TVs e tablets funcionam a partir de sistemas  fundamentados em algoritmos. Por isso, eles são muito importantes para a nossa sociedade. 

Exemplos de como os Algoritmos são usados

Hoje em dia, existem diversos locais na internet para utilizar algoritmos. Por isso, separamos algumas opções para você conhecer. Acompanhe!

Facebook

A primeira rede social que escolheu utilizar os algoritmos foi o Facebook. Devido à grande demanda de publicações, os usuários não conseguem ver todas. Por essa razão, existe alguns critérios utilizados pela plataforma para definir a composição de cada feed: 

  1. Nível de proximidade do usuário com quem postou o conteúdo;
  2. Engajamento de outros amigos com a publicação.

Instagram

Nos primórdios do Instagram, todas as publicações eram expostas da seguinte maneira: da mais novas as mais antigas. Mas, no início de 2016, o algoritmo foi modificado. Agora, a rede leva em consideração alguns fatores:

  1. Temporalidade: a ordem de postagem ainda é considerada na definição do feed;
  2. Engajamento: o número de comentários e curtidas determina se um post será priorizado ou não na rede, em especial, considerando esse engajamento logo após a postagem;
  3. Relacionamento: observa a proximidade dos usuários por meio de engajamento, mensagens diretas etc.

Twitter

Ao contrário de outras redes sociais, o Twitter não utiliza o algoritmo para determinar o feed. Dessa forma, para que você consiga aparecer na linha do tempo de cada usuário, a plataforma leva em consideração: 

  1. O comportamento prévio do usuário;
  2. A preferência por temáticas e formatos de conteúdo;
  3. O relacionamento do usuário com a conta que postou o tweet.

Google

O algoritmo do Google é o mais conhecido atualmente, mas seu segredo é bem guardado pela empresa. 

O PageRank foi desenvolvido em 1998 com o intuito de rastrear e apresentar os resultados de pesquisa ao usuário a partir de sua importância. Dessa forma, a relevância de um site era constituída pela quantidade de sites vinculados a ele.

Assim, fica fácil burlar os resultados, surgindo o black hat, que utiliza mais práticas para tentar “enganar” o PageRank.

Portanto, o Google, ao longo dos anos, promoveu várias mudanças no algoritmo, considerando centenas de variáveis para as páginas serem rankeadas. 

Youtube

O primeiro algoritmo utilizado pelo YouTube observava apenas a quantidade de vezes que determinado vídeo era iniciado para disponibilizar o rankeamento.

Desse modo, a plataforma entendeu que essa ação não garantia a qualidade dos conteúdos e, desde 2012, o algoritmo considera o tempo médio de visualização. Por isso, as recomendações de um website garantem maior qualidade do conteúdo e relevância ao usuário. 

Spotify

O Spotify possui mais de 40 milhões de usuários. Com isso, para agradar os seus clientes, o app lança a playlist “descobertas da semana”, que contém 30 músicas personalizadas para cada pessoa a partir de seus gostos. 

Dessa maneira, o Spotify se dedica bastante para aprimorar o algoritmo utilizado para melhorar as sugestões e listas criadas, utilizando um amplo modelo de Machine Learning.

Assim, este sistema identifica os gostos dos usuários para oferecer a recomendação correta para cada um deles.

Algoritmo e o Marketing Digital

Para finalizar este artigo, vamos destacar algumas formas de utilizar todo o conhecimento em algoritmo em suas estratégias de Marketing Digital

1. Escolha os canais mais adequados

Se você conhece a estratégia da empresa e os critérios considerados pelos algoritmos dos variados canais sociais, conseguirá escolher as plataformas onde a solução proposta por ela poderá ser mais eficiente e, também, desenvolver grandes resultados. 

2. Desenvolva conteúdos de qualidade


Pois bem, os canais escolhidos pelas empresas tem como objetivo melhorar a experiência de cada usuário. Desse modo, é essencial que exista qualidade e relevância nos conteúdos criados para as demais ferramentas. Por isso, aposte no Marketing de Conteúdo.

Além disso, lembre-se que, deve-se levar em consideração as estratégias de SEO para colocar a mão na massa.

3. Fique por dentro das atualizações

Lembre-se que, os algoritmos passam por várias mudanças para melhorar a cada dia a experiência dos usuários, evitando as práticas ruins. Dessa maneira, é essencial que todos os profissionais de marketing saibam dessas questões, para saber adequar as estratégias e não perder o engajamento de seus usuários. 

Que tal utilizar essas dicas?

Conclusão

Então, os algoritmos são uma sequência de comandos feitos de um modo sistemático, com o objetivo de resolver problemas e, também, realizar uma simples ação. 

Dessa forma, existem diversas formas de utilização de um algoritmo, como em tarefas simples do dia a dia, por exemplo, a iniciação de um computador. 

Além disso, os algoritmos podem ser usados nas estratégias de marketing de empresas. Portanto, não deixe de utilizá-los em suas ações empresariais, pois, com ele, você e sua equipe consegue: identificar quais canais são mais adequados para você publicar suas ideias e desenvolver conteúdos com o intuito de melhorar a experiência de cada usuário. 

Gostou do conteúdo? Compartilhe.

Sair da versão mobile