Publicado em Deixe um comentário

Canonical Tag: Aprenda O Que É e Dicas de Como Usar a Tag

Canonical Tag o que é

Canonical tag é uma fixação introduzida no código-fonte de páginas da web, apontando que elas são conteúdos originais. Dessa forma, o Google realiza a leitura dessa tag, para deixar registrado que a página em questão é a correta e, consequentemente, o usuário tem acesso no momento da pesquisa. 

Quer conhecer um pouco mais sobre esse assunto? Então, continue a leitura. 

O que é Canonical Tag

A princípio, o início da tag surgiu em 2009, com o objetivo de aprimorar as práticas de SEO. Desse modo, com o crescimento dessa área, surgiram vários termos importantes, como o Canonical Tag. 

Assim, a canonical tag é um método de informar o Google sobre os conteúdos duplicados existentes e colocar os corretos em destaque. 

Então, podemos dizer que a canonical tag ajuda a evitar problemas por conteúdos iguais, ou seja, duplicados.

Interessante, não é? 

Como a Canonical Tag funciona

Atualmente, muitas páginas utilizam a canonical tag do mesmo modo que um redirecionamento 301, que indica o algoritmo para outra página. Porém, a canonical tag funciona somente para motores de busca, isto é, permite que você leve visitantes para a seguinte página

Dessa forma, a canonical tag tem o intuito de barrar as páginas com variação de URL. Então, se você utilizar o redirecionamento 301, não conseguirá acesso de ambas as partes

Resumidamente, a canonical tag funciona como uma forma de otimizar o SEO de sua empresa, para não prejudicar a experiência  de cada visitante. 

Importância de usar a Canonical Tag

Utilizar a canonical tag é essencial para o SEO de seu website, pois o Google penaliza conteúdos duplicados, ou seja, não oferece visibilidade.

Desse modo, quando o seu site tem conteúdo duplicado, sua página ficará invisível aos usuários do Google

A seguir, veja os motivos para você querer utilizá-la: 

Conteúdos duplicados

Pois bem, conteúdos duplicados em uma página dificultam seu ranqueamento. Dessa forma, isso acontece porque existem muitos endereços com o mesmo assunto. Assim, os algoritmos de busca observam essas questões. 

Conteúdos parecidos

Os conteúdos parecidos atrapalham a indexação das páginas de um determinado site. Desse modo, um exemplo muito frequente acontece no e-commerces, pois desenvolvem páginas iguais para o mesmo produto ou serviço. 

Assim, a utilização das canonical tags auxiliam a expor a página principal e oferecer a ela o tráfego merecido. 

Canonical Tag ou Redirecionamento

O redirecionamento e a canonical tag tem a função de levar o algoritmo do Google para outra página. Porém, os dois termos possuem diferenças. Com isso, você deve sempre lembrar que: a canonical tag vale somente para motores de busca

Desse modo, websites que têm variações de URL não conseguem ser indexadas. Agora, o redirecionamento não permite que os motores de busca e os usuários tenham acesso a elas

Assim, podemos dizer que essa tag auxilia a otimizar o SEO e a experiência de cada usuário na plataforma. 

Lembre-se que:

Canonical tag: é o método que escolhe se as páginas são duplicadas ou não e expõe a verdadeira como preferencial;

Redirecionamento: disponibiliza um percentual da força de uma determinada URL para outra sem precisar de outros itens. 

Enfim, se você escolher redirecionar uma página para outra, os visitantes serão guiados sem conseguir visualizar o conteúdo da primeira. 

Porém, ao possuir uma página re-canônica, o Google compreende e os visitantes conseguirão entrar nos dois URLs.

Como usar a Canonical Tag

O primeiro passo na aplicação da canonical tag é definir o domínio, por exemplo, Google, Big, Yahoo etc. Depois, você será informado de qual a URL é a preferencial para indexação de páginas do website. 

Além disso, é necessário escolher entre a versão com ou sem o “WWW”. Pois, quando for indexado, esse domínio será utilizado no Google. 

Assim, para usá-la, é bastante fácil, basta usar as referências “rel” e “href”. Por exemplo, sua URL preferencial é “sozzeal.com/funil-de-vendas”. Desse modo , você deverá acrescentar um elemento <link> à seção head das páginas: 

<link rel=“canonical” href=”  https://sozzeal.com/funil-de-vendas-criar-nutrir-gerenciar-etapas/ >

Simples, não é?

4 erros que devem ser evitados ao usar a Canonical Tag

Se chegou até aqui, é porque se interessou por esse método. Por isso, conheça os quatro erros que deverão ser evitados:

1. Definir a home page como a URL favorita

Quando você define a home page como a URL favorita, pode trazer consequências. Pois, se todas as páginas canônicas redirecionar os usuários para a página inicial, existe a probabilidade de não ter nenhuma de suas páginas indexadas. 

Então, escolha as páginas mais essenciais e diga para os buscadores quais são

2. Utilizar vários links canônicos

Lembre-se sempre: cada página só poderá ter um link canônico específico, Portando, caso não siga essa dica, todos serão ignorados. 

3. Usar canonical tag em resultados paginados

Em muitos casos é necessário dividir os conteúdos em várias páginas. Por esse motivo, utilize as tags rel=prev e rel=next  no lugar de rel=canonical.

4. Aplicar links canônicos em artigos destacados

Se o seu site possui um artigo ou serviço que fica em destaque sempre, evite o uso da tag rel=canonical nessa página, para que o Google não a ignore. 

Conclusão

Enfim, tag canonical é uma forma de dizer aos buscadores do Google quais são os conteúdos duplicados e colocar os principais em destaque. Então, é essencial utilizar a canonical tag, pois você consegue diversificar os conteúdos duplicados e, também, os parecidos. Assim, consegue mais ranqueamento para as páginas dominantes. 

Gostou do conteúdo? Compartilhe. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *